VNEWS BA Mostra a Bahia que você não conhece!

Apenas dois deputados votaram contra fundão de R$ 5,7 bilhões

Os deputados federais aprovaram, nesta sexta-feira (17/12), a derrubada do veto do presidente Jair Bolsonaro (PL) ao fundo eleitoral de R$ 5,7 bilhões para financiar as eleições de 2022. Agora a matéria segue para votação no Senado. A expectativa é que medida seja votada na Casa Alta ainda hoje.

Apenas dois parlamentares baianos, Professora Dayane Pimentel e Félix Mendonça Júnior, votaram “sim”, pela manutenção do veto. Ou seja, se posicionaram contra famoso “fundão”. Os demais 37 deputados eleitos pela Bahia queriam o fundão de R$ 5,7 bilhões.

Veja abaixo a lista dos deputados baianos e como votou cada um.

Abílio Santana (PL-BA) -votou Não
Adolfo Viana (PSDB-BA) -votou Não
Afonso Florence (PT-BA) -votou Não
Alex Santana (PDT-BA) -votou Não
Alice Portugal (PCdoB-BA) -votou Não
Antonio Brito (PSD-BA) -votou Não
Arthur Maia (DEM-BA) -votou Não
Bacelar (Podemos-BA) -votou Não
Cacá Leão (PP-BA) -votou Não
Claudio Cajado (PP-BA) -votou Não
Daniel Almeida (PCdoB-BA) -votou Não
Elmar Nascimento (DEM-BA) -votou Não
Félix Mendonça Jr (PDT-BA) -votou Sim
João C. Bacelar (PL-BA) -votou Não
Jorge Solla (PT-BA) -votou Não
José Nunes (PSD-BA) -votou Não
José Rocha (PL-BA) -votou Não
Joseildo Ramos (PT-BA) -votou Não Leur Lomanto Jr. (DEM-BA) -votou Não Lídice da Mata (PSB-BA) -votou Não Marcelo Nilo (PSB-BA) -votou Não
Márcio Marinho (Republican-BA) -votou Não
Mário Negromonte Jr (PP-BA) -votou Não
Otto Filho (PSD-BA) -votou Não
Paulo Azi (DEM-BA) -votou Não
Paulo Magalhães (PSD-BA) -votou Não
Professora Dayane (PSL-BA) -votou Sim
Raimundo Costa (PL-BA) -votou Não
Ronaldo Carletto (PP-BA) -votou Não
Sérgio Brito (PSD-BA) -votou Não
Tia Eron (Republican-BA) -votou Não
Tito (Avante-BA) -votou Não
Uldurico Junior (PROS-BA) -votou Não
Valmir Assunção (PT-BA) -votou Não
Waldenor Pereira (PT-BA) -votou Não
Zé Neto (PT-BA) -votou Não


Curta e Compartilhe.

Total de Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


Leia Também