Diretores da Anvisa autorizam por unanimidade uso de 2º lote da CoronaVac.

Em reunião na tarde de hoje, a diretoria da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou, por unanimidade, o uso emergencial de um segundo lote da CoronaVac, vacina contra o novo coronavírus produzidas pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório da china Sinovac. A diretora da Anvisa Meiruze Freitas, relatora do pedido feito pelo Instituto Butantan, foi a primeira a votar favoravelmente à aprovação do novo lote.

Leia

O voto dela foi seguido pelo diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, e pelos outros três diretores da agência: Rômison Mota, Alex Machado Campos e Cristiane Gomes.”A vacina atende aos critérios de qualidade, segurança e eficácia para o uso emergencial”, afirmou Freitas ao votar pela aprovação do segundo lote do imunizante. Antes da votação dos diretores, a Gerência Geral de Medicamentos e a Gerência Geral de Inspeção e Fiscalização Sanitária da Anvisa emitiram parecer favorável pela aprovação da CoronaVac. Na segunda-feira (18), o Instituto Butantan solicitou à Anvisa autorização para uso emergencial de um novo lote da CoronaVac, que será envasado no Brasil pelo laboratório. O segundo lote da CoronaVac será envasado em ampolas que permitem a aplicação de mais de uma dose por frasco —o Butantan informou que a autorização permitirá ao instituto prosseguir com a produção da vacina em seu laboratório, podendo produzir outros 35 milhões de doses.