Blecaute em Morro de São Paulo durou 20h e causou prejuízos de mais de R$ 1 milhão

CORREIO – De férias em Morro de São Paulo, no Arquipélago de Tinharé, em Cairu, cidade da região do baixo sul da Bahia, o jequieense Joabe Souza, de 35 anos, além de descer de tirolesa na primeira praia e tirar fotos com peixes que ficam nas águas cristalinas da quarta praia teve de conviver com um problema recorrente no local: a falta de energia. Foram quase 20 horas de interrupção no fornecimento (entre as 7h desta quinta-feira e as 2h desta sexta), o que gerou também prejuízos ao comércio de uma forma geral, sobretudo com a perda de produtos perecíveis e a queima de equipamentos eletrônicos, já que durante esta quinta a energia oscilava e com baixa voltagem.

Por conta de muitas pousadas e estabelecimentos comerciais utilizarem bombas em poços artesianos, turistas como Joabe ficaram sem ter como tomar banho ao retornarem da praia ao final da tarde. Presidente da Associação Comercial e Empresarial de Cairu, o empresário Christian Willy informou que os prejuízos ainda estão sendo contabilizados, mas ele estima que seja de mais de R$ 1 milhão. “Só de associados nossos são 150, entre pousadas, hotéis, restaurantes, bares, etc. Todo mundo teve algum tipo de prejuízo”, declarou.

Segundo moradores do Morro, a falta de energia foi causado por sobrecarga de um transformador, que estourou. Depois, ao longo do dia, foram sendo descobertos outros problemas na rede, durante tentativas de religação. Numa nota, a Coelba, concessionária do setor, declarou apenas que o problema foi causado “após defeito em um equipamento da rede”.