Policial Militar espancado e teve dois braços quebrados por traficantes nesta madrugada

Gonzaga, PM morto em 2018 pela quadrilha com requintes de perversidade

Um policial do 18º Batalhão e dois amigos foram torturados por traficantes da facção Comando do Boqueirão, na madrugada deste sábado (11/01), no Nordeste de Amaralina. Os criminosos ainda roubaram a arma do militar, de prenome Edmilson, que teve os dois braços quebrados. As vítimas haviam acabado de sair de um bar, no Mercado do Rio Vermelho e foram “tomar a saidera” no final de linha do bairro.
Minutos após a chegada ao Nordeste, os três foram surpreendidos por um grupo com dezenas de homens armados, que levaram eles para um lugar deserto, onde ocorreu o espancamento. Os amigos foram socorridos para o Hospital Geral do Estado e apenas o policial continua internado.

De acordo com a fonte , eles só não foram mortos porque moradores intercederam e imploraram para que os bandidos parassem o espancamento. O caso é investigado pela Polícia Civil e também pela Corregedoria Geral da Polícia Militar.

O tráfico do Nordeste de Amaralina já tem um histórico de ameaças, perversidades e homicídios contra policiais. Em 2018, o Cabo da PM Gonzaga foi executado no bairro com vários tiros e os criminosos ainda arrancaram partes do corpo da vítima.



One Response to “Policial Militar espancado e teve dois braços quebrados por traficantes nesta madrugada”

  1. A favor da morte

    Esse que fez isso e certo meu diabinho pode sair da Bahia e aproveitar vai embora do Brasil pq sua cabeça vai ser entregue ao PM pode durar mês anos mais os PM vão querer sua cabeça. Sua ou de sua família se fudeu otário

    Responder

Deixar um comentário