Homem assassinado com 12 facadas porque declarou em quem votou

Um homem foi morto com 12 facadas nas costas, em um bar no Engenheiro Velho de Brotas, na região central de Salvador, na madrugada desta segunda-feira. Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP-BA), o mestre de capoeira Romualdo Rosário da Costa, de 63 anos, conhecido como Moa do Katende, foi atacado após uma discussão política. O autor do crime, identificado como Paulo Sérgio Ferreira de Santana, de 36 anos, foi preso em flagrante pela Polícia Militar.

A confusão teria começado por volta das 2h40, após um homem gritar palavras de apoio ao candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL). O mestre de capoeira teria respondido que, ali, as pessoas preferiam o Partido dos Trabalhadores (PT). Ainda de acordo com a SSP-BA, a perícia analisou o corpo da vítima e constatou que foram desferidas 12 facadas na região das costas. De acordo com as primeiras informações, o agressor e a vítima não se conheciam antes do fato.

“O autor de um homicídio, na madrugada desta segunda-feira (8), em Salvador, contra um mestre de capoeira, alegou discussão política como motivação do crime”, afirma a SSP-BA em um comunicado. Extra



2 Responses to “Homem assassinado com 12 facadas porque declarou em quem votou”

  1. Capoeirista

    Soh assim pra parar um capoeirista,pelas costas na traição…porque se fosse pela frente sabia que seria diferente porque não foi de frente seu filho da puta,mais vc vai pagar seu safado se preocupe não…a capoeira vai cobrar na melhor hora vc mecheu em casa de moribundo!

  2. Furão,

    Capoerista tudo viado.

Comentários fechados.