CASO DE COMANDATUBA: PODE A QUALQUER MOMENTO HAVER MUDANÇA DE RUMOS SE AS INVESTIGAÇÕES ACOMPANHAREM A LINHA DA MATÉRIA DO JORNAL A REGIÃO

                                   Jornal prever morte do irmão de Jaime Brito Jr

                                 Morte de Jaime Brito Jr é parte da maldição JG
– O hotel da família que já foi palco do assassinato do pai dele, Jaime Brito, nos anos 90. A mãe, suspeita de ter mandado matar o marido, também foi condenada por encomendar o homicídio da avó de Junior, sua mãe Nelita Alves Pereira, de 73 anos.
No caso de Jaime Brito Junior, fraturas na área frontal e no maxilar, de acordo com laudo do Departamento de Polícia Técnica, levaram a Polícia Civil de Ilhéus a anunciar a investigação da morte do fisioterapeuta, de 32 anos, como assassinato.
Segundo a delegada Andréa Oliveira, do Núcleo de Homicídios de Ilhéus, “não há dúvida quanto ao crime”. A descoberta descartou a hipótese de que Jaime, cujo corpo foi encontrado carbonizado sobre a cama numa casa na vila do Japu, em Ilhéus, tenha sido vítima de incêndio causado por vela acesa.
Com a reviravolta, a Polícia Civil começará a ouvir parentes e amigos da vítima no inquérito. A lista incluirá pessoas que mantém escritórios no Edifício Vila Rica, na Avenida Inácio Tosta Filho, centro de Itabuna, que pertence à família.
Para a polícia, existem fortes indícios de que o assassino de Jaime Brito Júnior era bastante próximo da vítima. Policiais civis descobriram que o apartamento onde Júnior residia, na Avenida Inácio Tosta Filho, havia sido visitado por um parente dele.
A visita suspeita ocorreu, conforme a polícia, na terça-feira. Júnior não estava no apartamento, pois há meses vivia na fazenda da família, no Japu. Suspeita-se ainda que o fisioterapeuta estivesse investigando a morte do pai. Ele era filho de Jaime Brito e de Maria Luzia Martins Ferraz.
O outro crime
Em 1993, em Itapetinga, três irmãos se uniram e mandaram matar a mãe, Nelita Alves Pereira, por causa da herança. O juri lotou o Fórum e durou 24 horas. Os jurados condenaram os irmãos Maria Luzia Martins Ferraz a 17 anos e meio de reclusão e João Batista Martins Ferraz a 18 anos.
O outro filho, Ubirajara Martins Ferraz e o pistoleiro Abelar Diógenes Pessoa estavam foragidos na época. Nelita era dona do JG Hotel, em Itabuna, e várias fazendas em Itapetinga. Viúva, ela já havia dividido a herança do marido com os filhos que, não satisfeitos, simularam um assalto.
No dia 19 de dezembro de 1993 eles levaram a mãe até o distrito de Palmares, onde o pistoleiro por eles contratado matou Nelita com um tiro no ouvido, às 6:30h. O pistoleiro chegou a ser preso e até participou da reconstituição do crime, que teve repercussão nacional. (fonte: http://www.aregiao.com.br)

                                                          Assassino do empresário Noca
                                                                      (Maldição 2)
De acordo com informações obtidas pelo site, as acusações contra a viúva que foi presa, não procedem e que, sua prisão pode ter sido precipitada, pois, há fortíssimos indícios de que o criminoso, e só ele, está apresentando uma versão mentirosa, mas que, com novas investigações sem dúvida, a verdade vai aparecer.
O que o povo não entende é como as palavras de um criminoso que já participou de vários crimes tenham mais credibilidade que a mulher da vítima, sendo que esta também foi vítima.
Para o site, que é isento em relação aos fatos, o que mais importa é que a verdade supere eventuais armações, e que o culpado(a) ou os culpados(as) paguem por um crime contra uma pessoa querida no seio das sociedades itabunense, unense e ilheense.



17 Responses to “CASO DE COMANDATUBA: PODE A QUALQUER MOMENTO HAVER MUDANÇA DE RUMOS SE AS INVESTIGAÇÕES ACOMPANHAREM A LINHA DA MATÉRIA DO JORNAL A REGIÃO”

  1. Anônimo

    Dizem que no momento da prisão da viúva em sua pousada em Comandatuba, ela não esboçou nenhum tipo de surpresa, como se já estivesse prevendo…

    • Anônimo

      Já ouviu falar em estado de choque?

      • Rosani

        Cada um que temos que ler.. reação de Licia foi ter ficado em choque!!
        Licia uma pessoa maravilhosaaaa
        será que os filhos do Noca , acompanharam
        O câncer do pai desde 2014, ??( se não me engan foi nessa data a descoberta da doença,)
        Pois bem, Licia ,ficou todo o tempo ao lado do esposo, cuidando..com amor é muito carinho,
        Até sua cura…quem desejaria a morte de alguém , nada faria pra cuidar

        Licia inocente!!
        Queremos justiça !!

  2. Rosani

    Licia é um pessoa maravilhosa.!!!
    Sou de SP…
    era feliz no seu casamento
    Cuidou do seu esposo até
    cura de um câncer.!!
    Injustiça foi feita..
    Criminoso tem mais credibilidade ?

  3. Sandra Amaral

    Eu e meu marido tivéssemos o prazer de conviver com o casal por muitos anos esposa maravilhosa viviam extremamente bem tenho certeza conhecendo Licia que é uma mulher simples de um caráter íntegro e que em hipótese alguma está envolvida nesse crime horrível tudo isso tem que ser investigado e sua liberdade tem que ser imediata.Na verdade o criminoso que já está preso tem que apodrecer na cadeia pela ficha extensa d crimes que já tem.

  4. Anônimo

    Sinistro, tão sinistro quanto o caso do assassinato do ex deputado Cotrim , que até hoje é um mistério, cheio de queimas de arquivo.

  5. Anônimo

    Difícil acreditar que a mulher viúva vítima dessa tragédia ainda tenha que passar por essa situação humilhante. E que a justiça brasileira acredita na palavra de um assassino. Cadê as provas para prisão?
    Lamentável

  6. Marta Simoes

    Em defesa de Licia Brasil e repúdio a impunidade. Como ainda sao maltratadas às mulheres nesta sociedade machista e arrogante. Por Deus, sejamos mais humanos.

  7. Taila

    Tive o prazer de conhecê-los nos meses que antecederam a sua morte, convivendo de perto, na mesma casa, por dias e pude ver o cuidado e zelo que Lícia tinha. Poucos casais conseguem manter o carinho depois de anos de casamento e ali eu vi que tratava-se dessa exceção. talvez as pessoas realmente estejam desacreditadas do amor e como vicio repugnante do ser humano acabam julgando sem conhecer, sem ver, destilando veneno em forma de comentários desnecessários nas redes sociais. Eu não comentaria aqui, se não tivesse visto com os meus próprios olhos o tratamento de Licia, se eu não tivesse visto o companheirismo entre eles, o cuidado de levar o biscoito preferido na mão, a alegria de ligar para os filhos e contar que estavam se divertindo juntos em uma festa, de sair p passear e dar as mãos, dela servir o almoço dele no prato (com e por amor) e só depois disso almoçar. Espero que essa vítima tenha o direito de chorar em paz a dor da morte do seu companheiro, de reaprender a viver sem ele, pois eles viviam um para o outro. Espero que Deus dê força para ela suportar passar por mais essa injustiça e levantar. Confio e espero na justiça Divina que dará a ela a paz que tanto precisa e calará quem acusa sem escrúpulos

  8. Letícia Albuquerque

    Libertem Lícia Brasil! Cadê as provas? Como o depoimento de um assassino é suficiente? Que “justiça” é essa?

  9. Maurício

    Acho que esse homicídio está muito mal investigado, desde o começo. Está faltando competência por parte das autoridades. Agora ficou evidente, com a reclusão de Licia Brasil, uma pessoa do bem, que não merecia estar passando por esse abuso de brutalidade. Meu repúdio a essa atitude injusta, imoral e revoltante. Que seja feita uma reparação urgente !

  10. Anônimo

    Está tudo muito estranho! conhecia bem o casal, ssempre ui muito bem recebido e tratado pelos dois.
    Há de se estranhar que o assassino, que já havia dado seus motivos, tenha mudado a história… é de se estranhar também que o ministério público tenha pedido a prisão dela, já que a promotora é bastante amiga da filha de noca do primeiro casamento, as filhas que sempre viraram as costas pra ele após o termino do primeiro relacionamento. E ainda mais estranho que isso venha a ocorrer após essas mesmas filhas terem se dirigido a comandatuba para tentar morder maior parte da herança (propriedades).
    Não se pode culpar e condenar uma pessoa com a palavra do criminoso, ainda mais com uma ficha extensa… mentiras estão sendo jogadas, até um caso entre Licia e o assassino já foi dito… tem gente com interesse da prisão dela, por mágoa, dinheiro, ou coisas a mais que ainda não sabemos…
    Liberdade a Licia!

  11. Anônimo

    História muito mal contada, como a voz de um assassino tem um poder desse?
    A justiça precisa investigar o que está por trás disso tudo!

  12. Aruana Gonçalves

    É inacreditável, surreal isso. Como a justiça toma medidas com base nas palavras do assassino, sem nem ter provas??? Que tipo de justiça é essa?
    Lícia esta sofrendo uma grande injustiça e violência. Ela precisa ser solta já, ta tudo errado.
    Lícia livre!!!

  13. Sofia Quiroga

    Em apoio a Lícia Brasil. O depoimento de um criminoso não pode valer mais q o da vítima.

  14. Anônimo

    Isso é injustiça!! lícia nunca teria coragem de fazer uma coisa dessas, pessoa de bem. Esse casal despertava inveja . O Interesse dos envolvidos nessa crueldade e destruir a família e ficar com os bens.

  15. Anônimo

    Parece que a região continua no coronelismo em pleno século XXI. Quem estará por trás disso ? Um bando de jagunços? Mercenários? É inacreditável. É infamante revoltante , a palavra de um assassino sobre uma viúva violentada e ainda em choque com a perda. Quem estará por trás disso? Que tipo de justiça é essa???

Comentários fechados.