Ótica era usada como boca de fumo no centro de Itabuna

Uma franquia de óculos e  relógios na Praça Camacã, no centro de Itabuna, era usada pelo comerciário Rafael Diniz Novaes para a venda de drogas. Na manhã desta quarta (16), policiais militares da Base Móvel, desconfiaram de dois jovens que estacionaram a moto em local proibido e entraram na loja. Os PMs surpreenderam Rafael vendendo droga a Caíque Santos e um menor. O comerciário assumiu que a droga era dele, enquanto os outros dois jovens admitiram que estavam no local para comprá-la. Os três foram encaminhados para o CPI. 



3 Responses to “Ótica era usada como boca de fumo no centro de Itabuna”

  1. CP TD 2

    caralho vei porra vocês que fuder nós de tudo que é jeito mano porra se é aqui em ilheus esses caras do peto e rondesp toda hora entra um sai outro em itabuna a mesma coisa mano porra vei cês quer fuder nós de tudo que é jeito

  2. Natália

    Quando os traficantes são ricos voces n mostram a cara né? Se fossem pobres, vcs iam ta que nem abutres em cima! Mostrando cara, onde mora e se a pessoa tivesse levado um tiro, voces mostrariam as visceras.
    Jornalismo amador, escroto e tendencioso!

  3. viuva

    istranho o verdinho não divugar que o de menor é filho de Possidônio, lider do rai A e colando com Rafael do DMP

Comentários fechados.