Integrante do movimento “OCUPA UESC” é preso após arrombar sala e furtar objetos na universidade

Na madrugada deste domingo(27),  a polícia foi acionada por seguranças da Universidade Estadual de Santa Cruz(UESC),  que detiveram um integrante do movimento “OCUPA UESC” de nome Victor Souza Dsterro, 19 anos, morador da Sapetinga, por ter arrombado uma sala dos professores do curso de enfermagem do pavilhão Jorge Amado e furtado 1 notebook da marca positivo, 1 garrafa térmica da marca soprano e 1 caixa de lápis slin contendo 144 lápis de cor preta e 02 bolsas de cor preta. O homem foi conduzido a DP sob resistências de alguns integrantes do movimento, que de acordo com a polícia, aparentavam terem usado entorpecente.

Por Karla Menezes



36 Responses to “Integrante do movimento “OCUPA UESC” é preso após arrombar sala e furtar objetos na universidade”

  1. Artur

    Gostaria de que a DP confirme se o sujeito da foto é estudante da UESC, porque somente aluno da UESC faz parte do movimento “OCUPA UESC”.
    Na situação de ocupação, o sujeito aproveita a situação e entra a furtar. Se bem na UESC entram a furtar em situações normais.

    • Gus Van Sant

      Ele foi preso na ocupação, agora cabe a “organização” do movimento, se é que existe isso, dar as explicações pelo ocorrido e sobre a tentativa de impedir a prisão.

  2. Isabela

    Em momento algum a matéria diz q ele é estudante e sim integrante do movimento. Se bem q oq se sabe a q esse povo da ai usando droga. Até vendo de desocupado isso sim

  3. Isabela

    Bando de desocupado isso sim

  4. Aluno com medo da opressão esquerda

    O lance é que depois do integrante ser preso, os ocupantes(invasores) foram lá defender o colega. Quem defende bandido e bandido que nem ele!

  5. uesc com medo

    Não posso entrar para estudar mas esses podem entrar para se drogar e roubar
    Esses são os alunos da uesc que não deixam a maioria estudar

  6. Provocador

    Vocês agora tem que vim a público para dizerem se
    esse sujeito é aluno, ou não.
    Lembrete quem defende, ladrão não é ladrão é advogado,
    pois para a constituição, todos tem direito seja o ladrão ou o robado,
    e o ladrão ainda tem mais, pois tem o direito a defesa, coisa que o suposto roubado não tem, o que ele tem é a obrigação de provar ter cido boubado!!
    😨😨😨loucura, loucura, loucura!!!

  7. Amanda

    Esse vermelho ta precisando atualizar o layout, isso sim.

  8. De saco cheio

    Sabiam que vocês também podem estudar em casa? Dizem tanto que querem estudar e não entende a importância da ocupação. Tirando a parte que querem minimizar ou deslegitimar a ocupação.

    • Anônimo

      Acorda pra tua vida, criatura!!!
      Se eu estudar em casa eu viro o semestre? Larga a mão de ser anta!!!
      Eu preciso de aula, carga horária e prova pra concluir o semestre!!!
      Se eu conseguisse concluir estudando em casa, eu tava pouco me fudendo pra essa merda!!!

  9. Estudante UESC - independente.

    Primeiramente, FORA TEMER!
    Gostaria de dizer, que só quem faz parte do MOVIMENTO – OCUPA UESC -, são os estudantes da UESC, logo, tem que investigar se o sujeito é ou não estudante da Universidade.
    Sobretudo, têm que rever o conceito de Universidade. A Uniniversidade é aberta a sociedade, sendo assim, mesmo sem o movimento – OCUPA UESC -, a entrada de pessoas que não fazem parte da UESC é liberada nos horários de funcionamento.
    Esses estudantes que estão ocupadando são os representantes do corpo discente da UESC, se não está satisfeito com o que estão fazendo, saia de sua casa, da sua cidade e vai lutar por melhoria na educação.
    #OCUPAUESC #FORATEMER #SISTEMFAIL

  10. Little red uoh

    ele nao fazia parte do movimento pelo simples motivo de nao estudar na UESC

  11. uesc com medo

    Vou sair de casa para protestar contra vcs seus vagabundos. Vcs não querem nada na vida. só tem drogado aí. BANDO DE PELEGOS DE DOCENTES. vcs não me representam vcs são o lixo que entra na UESC

  12. Carol

    Por conta de pessoas de luta como esses alunos ,que muitos de vcs hoje em dia tem direito de estudar,falar em estudar estudem a história do nosso país.Muitos enfrentaram,policia,coxinhas iguais aos críticos sobre a ocupação, para que hoje em dia nós tenhamos a liberdade de se expressar e ter faculdades públicas e financiamentos,muitos destes professores da UESC usam drogas e todos sabem,mas ai não a questionamento, querem tirar drogados das faculdades acho que os primeiros devem serem os professores para dar exemplo mas coxinha não fala mal de coxinha né?, quando é o filhinho playboy dirigindo embriagado matando gente os coxinhas defendem, vergonha da hipocrisia do nosso país, só vale paralisar aulas para aumentar salário de professor ,muitas vezes desatualizado que só entra na sala e manda copiar !Se alguém roubou identifiquem e prendam agora acusar a todos ridículo, isso que pode ter sido alguém a mando para enfraquecer o movimento.

    • JULIA

      MUITO PANACA ESSE CARA AI SER PREZO PARA ENFRAQUESER MOVIMENTO,NÃO SEI QUEM É MAIS IDIOTA VC OU ELE.

  13. Janaina UESC

    Vocês já procuraram saber a veracidade desse fato? O indivíduo de fato é estudante da universidade? Estão querendo sim manchar a imagem do movimento OcupaUESC… Mas, os verdadeiros participantes dessa causa estão na luta, deixando suas casas/família para fazerem-se presente nas assembléias, rodas de conversa etc, visando melhorias para o futuro do país… E, ainda que não melhore, que a educação não se torne ainda pior.
    #OcupaUESC

    • Luana

      Vc é tão idiota quanto oq fiz querida. Em momento algum ai ta dizendo q é estudante. Vá procurar oq fazer desocupada . Até o Enem foi prejudicado ai por causa dessa palhaçada

    • Rebeca

      deve ser mais uma drogada ”revolucionaria”

  14. De saco lotado

    Os docentes da uesc que estão permitindo o acesso das pessoas de todo tipo de indo são culpados.

  15. Daiana

    ATENÇÃO!

    Na madrugada deste domingo (27), por volta das 04h30min, a segurança patrimonial da UESC solicitou a presença da Comissão de Segurança do movimento OcupaUESC para acompanhar um problema que havia ocorrido dentro do campus. Nesse momento, a maior parte dos integrantes do movimento encontrava-se dormindo e um grupo de estudantes, reunidos no estacionamento próximo ao CEU, esperava o amanhecer para realizar a tarefa de acordar as pessoas e assim dar início às atividades diárias do movimento.
    As pessoas acordadas mantiveram diálogo com o supervisor do turno de segurança da instituição, buscando informações sobre o que havia ocorrido e quem estava envolvido, e se colocando à disposição para ajudar. Mediante a presença de um representante de nossa comissão de segurança, fomos informados de que alguma sala da instituição havia sido arrombada e que alguns bens haviam sido furtados. A segurança do campus buscou contato com os integrantes do movimento por desejar que ajudássemos na possível abordagem de um indivíduo com atitude suspeita, na tentativa de facilitar a recuperação dos bens.
    Desde o princípio, a segurança patrimonial assumiu a postura de não apresentar detalhes sobre o caso para quem não fosse da Comissão de Segurança do movimento. Gostaríamos de enfatizar que, até então, não sabíamos o que havia sido furtado, qual sala havia sido arrombada e qual era a pessoa envolvida, apenas tínhamos uma indicativa de que o fato poderia se ter ocorrido no Pavilhão Jorge Amado.
    O membro da comissão solicitada dirigiu-se à portaria na procura do supervisor da segurança do campus e seguiu para o pavilhão Jorge Amado. Ele estava desacompanhado de qualquer outro integrante do movimento, conforme desejo expresso pela segurança da universidade. Ao chegar ao pavilhão, o mesmo encontrou o rapaz envolvido no caso, acompanhado por integrantes desta segurança, e os objetos supostamente furtados reunidos em um local próximo. Foi quando, sem impedimentos, uma viatura da polícia militar adentrou o campus e dirigiu-se até o local.
    Os demais integrantes do movimento, que estavam aguardando o retorno do membro da Comissão Segurança, ouviram gritos de socorro vindos supostamente do pavilhão Jorge Amado. Alguns destes integrantes se direcionaram ao local e se depararam com o suspeito, já detido e sendo conduzido pela viatura policial, na companhia do supervisor da segurança do campus.
    Com a exceção do membro da Comissão citada – o qual havia sido acordado a pouco -, nós não fizemos qualquer contato com o corpo policial, não oferecendo, portanto, qualquer forma de resistência à prisão. Ressaltamos ainda que o nosso companheiro que presenciou a prisão também não tentou evitá-la, apenas se preocupou com a preservação da integridade física do rapaz que, algemado, não oferecia nenhuma possibilidade de risco. No entanto, no processo de negociação para que a prisão deste fosse feita sem violência, o mesmo acabou sendo agredido fisicamente por um dos policiais presentes.

    É preciso que seja dito que o caso em questão se tratou de um fato isolado, unilateral, individual e que não coaduna com os valores defendidos por esta ocupação, que há trinta e três dias vem travando uma luta nacional por uma educação pública, sócio-referenciada e de boa qualidade e que, portanto, entende que essa luta está atrelada à defesa do patrimônio que compõe o acervo desta universidade.
    Não apoiamos qualquer violação ao patrimônio público, por compreendemos a universidade pública como um espaço aberto a toda a comunidade, e avaliamos o OcupaUESC enquanto algo que ultrapassa o movimento estudantil, sendo composto por diversos grupos sociais, para além de estudantes. Também não impedimos a entrada de quem deseje fazer parte do movimento, apenas buscamos integrar essas pessoas nas atividades que vem sendo realizadas desde o início da ocupação, em 24 de outubro deste ano.
    Informamos que o movimento OcupaUESC procurou dar suporte jurídico e manter o diálogo com a família do indivíduo detido, não no sentido de apoiar a sua conduta, mas por defender que ele seja responsável por seus atos, com a garantia de respeito ao devido processo legal.

    • eca

      A policia tem que bater mesmo, isso ai é ocupação de zé droguinha querendo aparecer

  16. A querida deu tchau

    Meu grande amigo ai de cima você poderia me falar como você planeja viver depois que acabar as mamatinhas dos sindicalistas …….kkkkkk
    #DesocupaUesc #SimPec241 #Bolsonaro2018

  17. Rebeca

    Ladrão de bosta, todo relento .
    Tem que apanhar

  18. Davi

    Bando de vagabundo, desocupado. Quero ver quando vão autorizar a polícia entrar nessa porra e descer o pau em quem não quiser desocupar. Se eu ainda estudasse aí, ia desocupar essa merda rapidinho. Rebanho de vagabundo!! #BOLSONARO2018

  19. Moradora da sapetinga

    Esse marginal, tem que ficar preso
    Não é a primeira vez que rouba, viciado em maconha, pó e docinho.
    SAFADO, CADEIA NELE ! BOLSONARO 2018

    • Brasileiro

      Temos que deixa claro ele não era aluno da uesc , mas a universidade er publica e todos podem transitar sobre a instituição.
      Todos tem direto de defesa perante a constituição brasileira.(artigo 5 todos sao iguais perante a lei sem distinção de qualquer natureza )
      Também deveriamos jugar se este site tem a liberação de imagem deste individu ,pois ele pode ter cometido um crime do artigo 155 , mais este site cometeu o artigo 20 do código penal(uso indevido de imagem independente de comprovacao do prejuízo ,sem este inerente à utilização nao autorida.
      E a todos que defama os estudantes da ocupação o artigo 139 do código penal (atentar contra a honra ) VAMOS VER QUANTO TEMPO MAIS ESSE SITE VAI DEIXA AS IMAGENS NÃO AUTORIZADAS
      PAZ……

  20. Moradora da sapetinga

    Ele mora Nelson Costa, viciado drogadinho safado .

  21. brasileiro

    Povo das invasões, bando de desocupados, alienados e MINORIA
    POVO SEM expressão. Quer lutar be cobrar vão para Brasília. Não impedindo e querendo forçar a sociedade a aceitar isso. Pec 55 já!

    • Anonimo

      Kkkkk deixe de ser otário que direito de imagem oq? Vc deve ser da lei dele. Vai la e processa todos os sites q postaram afinal esse não foi o único. Seu palhaço

  22. Anônimo

    Não faz parte de movimento nenhum, nem muito menos, estudante, é um infiltrado, ladrãozinho, que tem dado muita dor de cabeça aos moradores da Sapetinga, Pontal e Centro. Prenderam tarde, a PM bem conhece, este sujeito.

  23. eca

    CADEIA NELE , VICIADO SAFADO .

  24. eca

    escravo da droga, bando de drogado querendo ser revolucionário.
    bota pra fuder nesse safado .

  25. Anonimo

    Oxe direito de imagem? Ladrao safado desse. Conhecido da policia tem q mostrar a vara mesmo

  26. se fufu troxa

    se fudeu otario ja tinha feito mmerda antes que eu to ligado pilantra nao eh a primeira vez q rouba nao adianta fala q tava doidao pq seu proceder eh sujo

  27. se fufu troxa

    otariooo

Comentários fechados.